Sacramento da Reconciliação

1.    Os presbíteros suscitem no coração dos fieis a necessidade e o valor da conversão e da penitência, como meio de salvação e vivência eclesial e cristã no mundo.

2.    Valorizem-se os tempos litúrgicos e celebrações que, por sua própria natureza, evidenciem o valor da conversão e da preparação para a celebração dos Santos Mistérios, sobretudo Quaresma e Advento, festas do padroeiro e outras solenidades na paróquia.

3.    Não será permitida a confissão comunitária.

4.    Aqueles que se encontram na situação de segundas núpcias, ou casados somente no civil, e os amasiados, não podem receber a absolvição sacramental, salvo em perigo de morte. Todavia, sejam acolhidos, ouvidos e orientados.